Pesquisar
Close this search box.

Alece e Ceará Sem Fome unem esforços para combater a fome em Fortaleza

Equipamentos doados pela Assembleia Legislativa impulsionarão produção de 300 cozinhas sociais.
Foto: Marcos Moura

Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp

Fotos: Marcos Moura

A Assembleia Legislativa do Estado do Ceará (Alece) formalizou, nesta segunda-feira (19), uma parceria no Centro de Eventos do Estado do Ceará, estabelecendo um termo de cooperação com sete unidades do programa Ceará Sem Fome em Fortaleza. O propósito é fornecer equipamentos para beneficiar cerca de 300 cozinhas solidárias na capital cearense.

O presidente da Alece, deputado Evandro Leitão (PT), destacou que o primeiro conjunto de equipamentos será destinado a Fortaleza, por concentrar a maioria dos beneficiários no estado. Uma segunda remessa está programada para maio, abrangendo outros municípios cearenses. Para Leitão, a assinatura representa um marco simbólico.

“Há um ano nos comprometemos a contribuir como Poder Legislativo para o Ceará Sem Fome, um programa crucial no combate à insegurança alimentar e nutricional. Hoje demos o primeiro passo”, afirmou.

Foto Marcos Moura
Evandro: “Hoje nós demos o primeiro passo!”

A primeira-dama do Estado e coordenadora do Ceará Sem Fome, Lia de Freitas, reforçou a importância do momento, ressaltando que os novos equipamentos devem elevar a qualidade da produção nas cozinhas, promovendo inclusão socioeconômica.

Os equipamentos, incluindo geladeiras, fogões e panelas, serão distribuídos pela Alece para estruturar as 1.088 cozinhas existentes no estado, num investimento inicial de cerca de R$ 3 milhões. Lucimeire Calandrini, da Casa de Apoio Sol Nascente, destacou a relevância da iniciativa para as 48 famílias atendidas pela associação, enfatizando a melhoria na manipulação e armazenamento dos alimentos.

“O Titanzinho é excluído até entre as favelas, então ter uma cozinha equipada e que ofereça um serviço de qualidade para nossa gente tão necessitada nos fortalece e é de grande importância para nós”, disse.

O governador Elmano de Freitas também elogiou a iniciativa da Alece, destacando que a prioridade do governo estadual é erradicar a fome no Ceará. Com 53 mil famílias utilizando o cartão Ceará Sem Fome, o objetivo é investir R$ 180 milhões no programa em 2024.

Além do governador, participaram do evento diversos deputados estaduais, federais e secretários de Estado, evidenciando o apoio e a amplitude da cooperação estabelecida para fortalecer as cozinhas solidárias e combater a fome no estado.