Pesquisar
Close this search box.

Ceará ganhará Centro de Atendimento Emergencial às Tartarugas Marinhas

O equipamento servirá como um centro de estabilização para as tartarugas

Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp

O Centro de Atendimento Emergencial às Tartarugas Marinhas do Estado do Ceará será inaugurado nesta quarta-feira (21), às 9h, e funcionará no Centro de Estudos Ambientais Costeiros (CEAC) – Labomar/UFC, no Eusébio.

O equipamento é fruto de uma parceria entre a Secretaria Estadual do Meio Ambiente (SEMA), Semace, Labomar/UFC, Curso de Veterinária da UECE, Instituto Verdeluz, Corpo de Bombeiros e Batalhão de Polícia do Meio Ambiente.

“Todos os anos dezenas de tartarugas são encontradas encalhadas no litoral. Quando vivas, são levadas para o Rio Grande do Norte, e, infelizmente, algumas não resistem ao trajeto. Agora, será possível uma alternativa de primeiros socorros destes quelônios dentro do nosso Estado”, relata o titular da SEMA, Artur Bruno.

O equipamento contará com três ambientes: uma sala ambulatorial e laboratorial, outra com uma cozinha e organização de material de escritório e uma área de estabilização com quatro tanques.

A oceanógrafa Malu Vilanova, integrante da equipe Cientista Chefe Meio Ambiente SEMA/Semace, esclarece que o equipamento servirá como um “centro de estabilização” – e não de reabilitação – para as tartarugas.

“Elas chegam geralmente em quadro de urgência. São animais resilientes que só encalham quando não tem mais a mínima força para nadar ou vencer obstáculos. Enfrentam problemas que vão desde patologias, ingestão de lixo, acidentes com embarcações ou petrechos de pesca”.

Diagnóstico inicial

Malu explica também que algumas tartarugas aparecem inclusive com quadro secundário de afogamento. No Centro de Atendimento Emergencial serão realizados exames de anamnese para diagnóstico inicial. Após a estabilização, os animais são encaminhados para realizar a viagem de 300km até o Centro de Reabilitação de Animais Silvestres Cetáceos da Costa Branca, em Areia Branca-RN, onde serão submetidos a cuidados mais específicos que poderão possibilitar sua reintrodução na natureza.

Em 2021, 8 tartarugas marinhas vivas foram encaminhadas para reabilitação em Areia Branca. Houve 139 encalhes de tartarugas marinhas mortas no Ceará. Além disso, foram descobertos 39 ninhos na Sabiaguaba e Praia do Futuro e um ninho em Aquiraz. Foram lançados ao mar 2.565 filhotes.

SERVIÇO
Inauguração do Centro de Atendimento Emergencial para Tartarugas Marinhas do Estado
Dia: 21de dezembro de 2022
Hora: 9h
Local: Centro de Estudos Ambientais Costeiros (CEAC) – Labomar/UFC
Endereço: Rua Professor Manuel Furtado Neto, S/N – Bairro Cararu (lado ímpar) – Mangabeira (lado par), Eusébio – CE.

Outras informações: http://www.sema.ce.gov.br