Pesquisar
Close this search box.

Elmano diz que não manifestou apoio à pré-candidatura de Luizianne

O governador diz que é cedo para discutir a sucessão municipal.

Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp

Foto: Reprodução Instagram 

O governador do Ceará, Elmano de Freitas (PT), desmentiu a si mesmo em relação ao desejo de ver a deputada federal Luizianne Lins (PT) de volta à Prefeitura de Fortaleza.

Em entrevista coletiva nesta sexta (19), Elmano esclareceu que, ao declarar “ela há de voltar” – frase proferida no momento em que saudava a ex-prefeita durante solenidade da prefeitura, há duas semanas – não se referia propriamente a Luizianne, mas à prioridade que a gestão dela – da qual ele fazia parte, como secretário de Saúde – dedicava à população pobre de Fortaleza.

“Evidentemente, o governo da Luizianne priorizou os mais pobres da cidade e eu tenho
muito orgulho de ter feito parte”, disse o governador.

Elmano reiterou que a eleição para prefeito não é pauta para o momento atual, e que, portanto, não é hora de manifestar preferência por nenhum candidato.

“Eu não estou nem querendo discutir o processo eleitoral da 2024, porque eu acho muito cedo”, disse o governador.

A explicação também teve um quê de conveniência. Elmano participou, na manhã desta sexta-feira, da posse do novo presidente estadual do Republicanos, Chiquinho Feitosa. Lá estava também o presidente da Assembleia Legislativa, Evandro Leitão (PDT), cotadíssimo para ser candidato a prefeito com o apoio das principais lideranças dos partidos que compõem a base do governo. Evandro já recebeu convites públicos de diversas lideranças do PT para que se transfira para o partido da estrela vermelha. O próprio Elmano já endossou publicamente a vinda dele.