Pesquisar
Close this search box.

Gestor do Museu da Indústria, Luis Carlos Sabadia toma posse em comissão do Ministério da Cultura

Os componentes desse colegiado se reúnem em assembleias ordinárias e discutem todas as propostas apresentadas e selecionadas dentro de determinado período, contribuindo para o debate e o aprimoramento da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet).
Foto: Rayane Mainara

Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp

Foto: Rayane Mainara

O gestor do Museu da Indústria, Luis Carlos Sabadia, tomou posse nesta terça-feira (06/02) como Primeiro Suplente na Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (CNIC), do Ministério da Cultura. Sabadia representa a Confederação Nacional da Indústria (CNI). A cerimônia de posse aconteceu durante a primeira reunião presencial da CNIC de 2024, que continua nesta quarta-feira, na sede do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em Brasília (DF).

“Esta participação junto a CNIC fortalece a presença do Sistema Indústria na Cultura Nacional, reflexo da nova política SESI de Cultura, do convênio recente do SESI Nacional com o MinC, que teve o projeto Rouanet Norte como uma primeira experiência exitosa. Outras muitas virão”, disse Sabadia.

O objetivo principal da Comissão Nacional de Incentivo à Cultura é dar parecer sobre os projetos culturais que pedem autorização do Ministério da Cultura. Os componentes desse colegiado se reúnem em assembleias ordinárias e discutem todas as propostas apresentadas e selecionadas dentro de determinado período, contribuindo para o debate e o aprimoramento da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet).

A CNIC é composta por 30 pessoas. Da sociedade civil, participam 21 pessoas que representam entidades atuantes em todo o país, nas áreas culturais e em setores da iniciativa privada. Também são integrantes os sete Presidentes das entidades vinculadas ao MinC – Agência Nacional do Cinema (Ancine), Iphan, Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Fundação Biblioteca Nacional, Fundação Casa de Rui Barbosa, Fundação Cultural Palmares e Fundação Nacional de Artes (Funarte); o Presidente do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes de Cultura dos estados, e a Ministra da Cultura, Margareth Menezes, que o preside e tem como Suplente o Secretário de Economia Criativa e Fomento Cultural.