Pesquisar
Close this search box.

No Ceará, presidente Lula, ministro Camilo e governador Elmano de Freitas lançam programa nacional de escolas em tempo integral

Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp

O governador Elmano de Freitas recebeu, na manhã desta sexta-feira (12), o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e o ministro da Educação, Camilo Santana, para o lançamento do Programa Nacional Escolas de Tempo Integral. A cerimônia aconteceu no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza, com a participação de integrantes do Ministério da Educação (MEC), como a secretária executiva Izolda Cela, além de dez governadores e outras autoridades políticas. Antes, a comitiva visitou a Escola Estadual em Tempo Integral (EEMTI) Johnson.

A iniciativa Escolas de Tempo Integral é um dos focos do MEC, inspirado em experiências exitosas, como a do Ceará. O investimento previsto para o programa federal é de R$ 4 bilhões, com a expectativa de ampliar em 1 milhão de matrículas a oferta de tempo integral nas escolas de educação básica brasileiras. A verba será repassada para que estados e municípios possam expandir essas matrículas em suas redes.

“Hoje é um dia muito especial, o dia do lançamento do Programa Escolas de Tempo Integral, em um estado em que mais de 70% das escolas da rede estadual são em tempo integral. Aqui, é escola integral com pagamento do piso salarial dos professores cearenses. Aqui, nós valorizamos a educação”, ressaltou o governador Elmano de Freitas.

No Ensino Fundamental, o Ceará tem a maior proporção de alunos matriculados em escolas desse tipo e conta com o apoio do Programa Aprendizagem na Idade Certa (Paic Integral) para universalizar a oferta nas redes municipais até 2026. “O presidente Lula visitou aqui uma escola modelo, que não deixa a desejar a nenhuma escola particular por aí. Ter uma educação referência fez o presidente vir no Ceará lançar o maior programa de escolas em tempo integral da história do Brasil”, declarou o ministro da Educação e ex-governador do estado, Camilo Santana.

Lula afirmou que investimentos em educação são prioridade em seu governo. “Na história do mundo, nenhum país conseguiu se desenvolver sem antes investir na educação. E investir na educação não é só colocar uma criança na escola, porque a criança precisa de merenda. É fazer escola e um Ensino Fundamental, um Ensino Médio e um ensino universitário de qualidade”, pontuou o presidente. “Porque quanto mais qualidade tiver o ensino, mais qualificado vai ser quem está estudando e vai ser o futuro deste país”.

“Prefeito, governador, secretário e secretária vão poder fazer o seu plano, se ele quer a expansão de matrículas na creche, no Ensino Fundamental ou Ensino Nédio. E o MEC vai apoiar tecnicamente e financeiramente essa política tão importante”, explicou o ministro Camilo Santana. O programa ofertará apoio nos quesitos pedagógico, infraestrutural e financeiro.

A aluna da EEMTI Johnson, visitada pelo presidente na manhã desta sexta-feira (12), Nicolle Jovino, destacou a felicidade de saber que outros estudantes terão a mesma oportunidade que ela: estudar em uma escola de qualidade. “Essa modalidade de ensino oferece, não apenas dentro de sala de aula, mas também numa questão dos professores, nos proporcionar uma escola mais criativa e potencializadora das nossas habilidades”, explicou a estudante. “Além disso, temos a oportunidade de vivenciar uma relação mais próxima e mais leve com toda a comunidade escolar, em um ambiente pensado para ser acolhedor, saudável e seguro”, complementou.