Pesquisar
Close this search box.

“O governo de Israel está matando civis e os verdadeiros cristãos não podem apoiar este genocídio”, afirma De Assis Diniz

Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp

Foto: Júnior Pio

O líder do bloco governista na Assembleia Legislativa, deputado estadual De Assis Diniz (PT), defendeu na manhã desta quarta (21), em pronunciamento, a fala do presidente Lula condenando os atos do governo de Israel contra os palestinos.

“É muito triste ver que até alguns líderes religiosos defendem uma ofensiva que já levou à morte cerca de 30 mil pessoas, boa parte delas mulheres e crianças. O ato terrorista do Hamas, que matou cerca de 1.400 israelenses, é condenável sob todos os aspectos. Mas a reação é desproporcional. O povo palestino está sofrendo um genocídio e a Faixa de Gaza está dizimada. Fico pensando num pai carregando seu filho ferido sem poder levá-lo a um hospital por estar destruído”, criticou.

De Assis ainda citou vários episódios históricos nos quais o governo de Israel atentou contra civis, como Khan Yuinis (257 mortos), Rafah (111 mortos) e em Israel em 2014 (2251 mortos, sendo 556 crianças).

“O mundo inteiro, a maioria dos países da ONU, os verdadeiros cristãos querem paz. Não podemos compactuar contra uma guerra patrocinada pelo belicismo de um governo que usa o terrorismo como justificativa para matar civis sem critério”, afirmou.