Pesquisar
Close this search box.

Roberto Cláudio critica proposta de reforma do Governo do Estado

As críticas consolidam o pedetista no papel de oposição ao governo Elmano

Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp

O ex-prefeito Roberto Cláudio usou, nesta terça-feira (7), seu perfil nas redes sociais para criticar o pacote de medidas econômicas e fiscsis e o projeto de reforma administrativa que o Governo do Estado enviou para Assembleia Legislativa.

RC disse estranhar a criação de dez novas secretarias sem que as anteriormente existentes tenham sido fundidas ou extintas. E criticou a criação de 7 assessorias com status de secretarias, segundo ele apenas para contemplar aliados políticos, enquanto por outro lado, além de pedir autorização para um financiamento de R$ 900 milhões junto ao Banco do Brasil para adiar o pagamento da dívida pública do Estado, o governo propõe aumento de ICMS de combustíveis, energia e comunicações de 18% para 20%; e quer reduzir benefícios fiscais para empresas que estão gerando empregos no interior do Ceará.

“É uma grande contradição! A velha máxima que é necessário primeiro fazer o ‘dever de casa’ para dar o exemplo não está sendo cumprida. Assim fica difícil mobilizar a solidariedade coletiva da sociedade cearense em torno de sacrifícios tão dolorosos para manter o fundamental ajuste fiscal do Estado”, concluiu o pedetista.

As críticas de Roberto Cláudio consolidam esse novo momento do ex-prefeito de Fortaleza, que vem colocando em prática aquilo que prometeu em entrevistas recentes: fazer oposição ao governo Elmano de Freitas, papel a ele destinado pelo eleitor em outubro de 2022, quando ficou em 3° lugar na disputa pelo govermo estadual.