Pesquisar
Close this search box.

Rodrigo Pacheco bota para andar projeto que restringe as famosas “saidinhas” de presos

Nesta quarta (7), o presidente do Senado colocou em votação o regime de urgência para a matéria, prontamente aprovado pelos senadores.
Cadeia Pública - Prisão

Compartilhar

Facebook
Twitter
WhatsApp

Foto: Freepik

O Senado deu passos significativos nesta quarta-feira (7) em direção ao endurecimento das regras para as “saidinhas” de presos em datas comemorativas. O presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), destacou a importância do tema ao colocar em votação um requerimento que concede rito de urgência ao projeto. A medida foi prontamente aprovada pelos senadores, evidenciando o apoio à tramitação acelerada.

A proposta visa atender a uma demanda crescente da oposição, que tem priorizado essa questão neste início de ano legislativo. O projeto ganhou ainda mais destaque após a trágica morte do sargento da Polícia Militar de Minas Gerais, Roger Dias da Cunha, baleado durante uma perseguição a um indivíduo beneficiado por uma dessas saídas temporárias.

O episódio trouxe à tona o debate sobre a necessidade de revisão das políticas de concessão de liberdade temporária a detentos. Ainda não há uma data definida para a votação do mérito da proposta, mas sua rápida tramitação indica que o assunto está no radar prioritário do Legislativo.